Educação contra a violência é o tema do Todas as Coisas de segunda (14)

O ano está só começando e os casos de violência contra as mulheres no Brasil são assustadores. Goiás ocupa o segundo lugar entre os estados com maior número de feminicídios no país e tem se aproximado do primeiro lugar ocupado por Roraima, de acordo com dados do Anuário da Segurança Pública. Só nos primeiros dias desse ano, mais de 30 casos de violência contra a mulher foram registrados nas delegacias em Goiás. Muitos tiveram grande repercussão, como o do caminhoneiro de Itumbiara que chegou a ser preso após ameaçar a mulher de morte em um vídeo exibindo uma faca. Outro caso de grande repercussão, o da dona de casa, que foi agredida pelo marido dentro do elevador em Valparaiso e as imagens foram encontradas pelo síndico do condomínio. O agressor ficou preso ao ir a delegacia para prestar depoimento. Em Anápolis, a advogada Luciana Sinzimbra, foi vitima do namorado e gravou as agressões que sofreu. O motivo das agressões seria que Vitor Junqueira não aceitava o fim do relacionamento.

Os casos de violência contra as mulheres aumentou, ou elas estão denunciando mais os agressores? A efetiva aplicação da Lei Maria da Penha consegue frear a violência contra a mulher ou ainda há falhas? Os serviços especializados são eficazes no atendimento às vítimas que precisam de auxílio para conseguir quebrar o ciclo da violência? Geralmente as agressões são praticadas pelos maridos, namorados e por companheiro. Por quê a relação de amor se transforma em ódio? O enfrentamento a essas agressões passa por mudanças culturais e de comportamento?

O Programa Todas as Coisas da próxima segunda-feira, dia 14, vai receber no estúdio especialistas para responder essas e outras perguntas. Acompanhe, ao vivo, a partir das 19h. E você pode participar com mensagens pelo WhatsApp: (62) 99673-4567.

Tv Brasil Central. Rua SC-01, nº 299, Parque Santa Cruz, Goiânia - GO CEP: 74.860-270 Fone: (62)3201-7600

©Copyright 2016. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Agência Brasil Central.